quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

398 - Assim se faz uma Biblioteca Escolar

 Há dias felizes!

A Biblioteca Escolar do 1º Ciclo dos Arcos em Setúbal foi requalificada. Recebeu estantes e móveis novos e agora está um brinquinho! Que melhor prenda de Natal poderão receber os alunos daquela escola que uma Biblioteca nova, bonita, arrumada e com professores bibliotecários que promovam o gosto pela leitura e atualização?

Verdadeiramente há dias felizes! e esperam-se muitos anos de felicidade (e aprendizagem) para os alunos e professores daquela escola  



quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

397 - Novos tempos requerem novas competências

Confesso que o episódio que me ocorreu hoje ao comprar esta revista num quiosque me deixou a pensar o resto do dia (e alegre também dada a sequência dos acontecimentos e a naturalidade com que se deram).

Contexto:
Passo pelo quiosque e vejo a capa da revista, interessou-me, pego nela e preparo-me para a pagar.

A vendedora, olhando para o "maduro" que compra a revista fica curiosa com a capa da mesma e lê as gordas...

Interessa-se pela palavra "engajadores"

Pronuncia-a alto "Engajadores?" pensa que está mal escrito ou que não existe a palavra.

Riposto que sim, explico-lhe num português rápido que significa: "arranjar gajos para trabalhar"

A conversa termina com a seguinte resposta por parte da vendedora: "tenho de ir ao telemóvel ver a palavra no google"
---
Pois... vivemos mesmo outros tempos. A escola é que parece não ter entendido e a política centra-a na memorização sem sentido e num saber cada vez mais livresco!

Num dia de exame de professores, importa perguntar: para que queremos nós professores (e já agora, bibliotecas!)


domingo, 15 de dezembro de 2013

396 - Literacia da informação

Numa das minhas últimas visitas a uma Biblioteca Escolar, esta no concelho de Setúbal, deparei-me com estes cadernos dos quais também sou possuidor.

Após uma observação mais atenta reparei que já datavam de 1991!

Mil novecentos e noventa e um, imagine-se!

Se considerar que o meu filho mais velho nasceu em 1990 e que acaba de concluir  o seu mestrado, tem-se a noção do tempo que já passou, da importância que alguns investigadores/professores deram à literacia da informação numa era ainda sem Internet e do muito de não foi feito.

Materiais não faltam! falta é a escola, os professores e algumas estruturas do Ministério da Educação  compreenderem que o paradigma mudou, mas mudou já há muito tempo! quantas mais gerações não serão preparadas para o mundo do trabalho onde irão entrar mais tarde ou mais cedo? 

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

395 - Concurso de leitura

É sempre bom visitar uma escola e ver algo a acontecer!
Numa altura em que se ouvem alguns professores bibliotecários a dizer que cada vez é mais difícil a articulação curricular e que ninguém está disposto a colaborar, sabe bem assistir à realização de uma atividade de parceria. Na Escola Básica de Pinhal de Frades no Seixal, o departamento de Língua Portuguesa e a Biblioteca Escolar organizam um concurso de leitura, bem à maneira da TV. Foi giro ver o entusiasmo dos meninos e foi ainda melhor ver que a articulação é bem possível. É só querer!
Destas atividades só podem sair mais e melhores leitores.

 


domingo, 8 de dezembro de 2013

394 - A promoção da leitura nas Bibliotecas Escolares

Nestes quase três anos que levo como coordenador interconcelhio para as bibliotecas escolares nunca me tenho esquecido de perguntar, quando visito uma biblioteca escolar, sobre como está a escola no relativo aos empréstimos domiciliários: os alunos requisitam muito ou pouco, tem aumentanto, diminuído, que ações têm sido feitas tendo em vista a promoção da leitura? ...

Confesso que, por vezes, saio desiludido de algumas bibliotecas ao percecionar que alguns professores bibliotecários baixam os braços e acham que é uma inevitabilidade que os alunos não leiam.

Discordo deste ponto de vista. Tento argumentar e dar-lhes pistas...

Foi com muito agrado que vi na BE Carlos Ribeiro em Pinhal de Frades, concelho do Seixal, que uma das minhas sugestões tinha sido acolhida e que o fundo documental mais destinado aos alunos do 2º ciclo tinha sido reorganizado e lhe dada nova arrumação e organização. Pelos vistos esta estratégia tem dado bom resultado. Viva quem tenta!




sábado, 7 de dezembro de 2013

393 - Encontro de novos Professores Bibliotecários

 Um dos aspectos interessantes do encontro de novos professores bibliotecários dos concelhos de Almada e Seixal foi a visita ao centro de ciência da EB1 do Alto do Moinho (concelho do Seixal)

Este centro de ciência foi oferecido à escola pela Associação de Pais há dois anos e tem feito o seu caminho conseguindo novas parcerias.

Este centro fica ao lado da Biblioteca. Os alunos investigam no laboratório e na biblioteca procuram mais informação.

  
 Gostei especialmente do balde onde esteve água do mar que secou e onde se formaram cristais o que serviu de pretexto para as boas perguntas:
- Então o que aconteceu? então a água não era limpa? então como se formam os cristais? então?, então?

Fez-me logo lembrar a canção da Adriana Calcanhoto:
Por que os ossos doem
Enquanto a gente dorme?
Por que os dentes caem?
Por onde os filhos saem?
Por que os dedos murcham
Quando estou no banho?
Por que as ruas enchem
Quando está chovendo?
Quanto é mil trilhões
Vezes infinito?
Quem é Jesus Cristo?
Onde estão meus primos?

 Felizes as bibliotecas que fomentam o questionamento dos alunos e os põem a pensar!





quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

392 - Encontro de novos professores bibliotecários


 Há dias de trabalho que se consubstanciam num enorme prazer. Hoje foi dia de um encontro Intermunicipal para novos professores bibliotecários dos concelhos de Almada e do Seixal.
Tivemos ocasião de visitar duas bibliotecas escolares: A EB1 do Alto do Moinho no concelho do Seixal e a EBI Elias Garcia na Sobreda, Concelho de Almada. Foi mesmo riquíssima a partilha de experiências:
- Descobrimos que aquilo que parecia impensável, afinal até é realizável;
- Descobrimos que há bibliotecas que se organizam de forma diferente;
- Descobrimos que há bibliotecas do 1º Ciclo em que há livre acesso e tudo é possível;
- Descobrimos que há bibliotecas do 2º e 3º ciclo que descobriram o seu lugar nas redes sociais;
- Descobrimos que há bibliotecas em que  o bom gosto impera;
- Descobrimos mil e um pequenos pormenores organizativos que desconhecíamos;
- Descobrimos que pode haver colaboração entre professores / professores e biblioteca / professores bibliotecários; que há boas práticas de leitura, ...
- Descobrimos que a decoração de uma biblioteca não é despiciente;
- Lemos documentação e refletimos sobre o papel e lugar da BE na escola;

Em síntese: há dias produtivos e felizes!