quinta-feira, 26 de setembro de 2013

376 - Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

O mês Internacional das Bibliotecas Escolares acontece nas nossas escolas.

Eis as atividades da BE Lorosae na Charneca de Caparica (concelho de Almada)


---

Segundo os princípios estabelecidos pela International Association of School Librarianship (IASL), o "Mês Internacional da Biblioteca Escolar" permite aos responsáveis pelas bibliotecas escolares, em todo o mundo, escolher um dia, em outubro, que melhor se adeque à sua situação de forma a celebrar a importância das bibliotecas escolares. O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares decidiu declarar o dia 28 de outubro como o Dia da biblioteca escolar.

Para celebrar a data, a IASL propôs, como habitualmente, um tema aglutinador: Biblioteca escolar: uma porta para a vida.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

375 - Desafios a vencer com o "street view"

Gosto de desafios! Confesso que me revejo neste cartoon visto que, não raras vezes, os desafios que me são colocados apresentam, intencionalmente, ou não, este tipo de perigos. É muito bom quando os vencemos.
Fazendo um paralelismo com o trabalho da Biblioteca, não seria bom propor aos alunos experiências de trabalho aliciantes, nos quais a recompensa fosse relevante, sendo que para a atingir estes teriam de superar algumas dificuldades?

(Não, não sou sádico. apenas penso em projetos de pesquisa ou outros em que nem tudo está feito!)

sábado, 21 de setembro de 2013

374 - 1º Encontro de Bibliotecas Escolares do Concelho de Almada

1º Encontro de Bibliotecas Escolares do Concelho de Almada
A Câmara Municipal de Almada, em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares do Ministério da Educação, organiza o 1º Encontro de Bibliotecas Escolares do Concelho de Almada que contará com a presença de especialistas nacionais e estrangeiros nas áreas da leitura e bibliotecas, destacando-se, entre outros, a presença do Dr. Toss Todd (SCILS) Rutgers, da Universidade de New Jersey, América;  Dr. José Afonso Furtado, docente universitário e ex diretor da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian; Dr. João Costa docente na Universidade Nova de Lisboa; Drª Ana Roxo e Maria Rosário Duarte docentes na Faculdade de Ciências e Tecnologia da  Universidade Nova de Lisboa, 

O encontro desenrolar-se-á em torno de duas temáticas centrais:  no primeiro dia far-se-á um balanço do trabalho realizado ao longo dos anos por parte das escolas e da biblioteca municipal, refletindo-se ainda sobre a promoção de hábitos de leitura nos alunos. No segundo dia, o debate centrar-se-á em torno dos desafios para o futuro das Bibliotecas Escolares. Com entrada gratuita, mas sujeita a inscrição, o Encontro destina-se principalmente a professores bibliotecários, bibliotecários municipais, Diretores de Escolas e  professores em geral.
Público-alvo: professores bibliotecários, bibliotecários municipais, Diretores de Escolas e  professores em geral. 

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

373 - O papel da Biblioteca Escolar

Muito se espera de uma Biblioteca Escolar: promoção da leitura, fidelização de leitores, promoção de literacias tecnológicas, apoio ao estudo, educação para os média, ...

Penso que é feliz o cartaz da biblioteca Lorosae, ao convidar os alunos da escola a viver aprender à Biblioteca! aprender a saber; fazer e a ser!

Parabéns pelas ideias claras e objetivos tão felizes. Não há aprendizagem sem um pressuposto base.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

372 - como acontece a aprendizagem?

Como acontece a aprendizagem?

Penso que esta ocorre ao longo da vida em dois tipos de situações:

- Estruturadamente - Quando pais, professores e outros educadores, planeiam experiências de aprendizagem que podem levar as crianças/alunos a aprender algo intencionalmente.

- De forma não formal e estruturada - Quando a criança/aluno tem a possibilidade de experimentar por si e ocasionalmente descobre como é isto ou aquilo ou a solução para determinado problema. Isso acontece-nos tantas e tantas vezes ao chegarmos, fora de contexto, à solução de um problema  que nos ocupou a mente na escola ou local de trabalho.

Não sou adepto de valorizar um modelo em detrimento de outro. Acho que ambos têm  o seu espaço próprio.No entanto, sou da opinião, que quanto mais rico for o ambiente que envolve a criança, mais esta tem possibilidade de descobrir coisas novas exercitando a sua curiosidade natural.

A biblioteca escolar, como espaço não formal, teria um enorme papel a desempenhar na educação dos jovens se a par com atividades planeadas e estruturadas, permitisse também ao alunos mexer e experimentar, ver o que se passa...

 

domingo, 15 de setembro de 2013

371 - No arranque do ano letivo a Biblioteca


No arranque do ano letivo faz sentido uma visita guiada à Biblioteca (e a meio do ano também!) 5 minutos a mostrar as instalações da biblioteca aos novos alunos, 15 minutos para uma visita aos recursos digitais (aqui fica a ligação para o moodle onde podem... aqui o portal do aluno da escola, tem até a ementa do almoço... aqui os vossos manuais em formato digital... aqui os recursos Google Apps... aqui ajuda para TPCs... aqui o catálogo com o vosso espaço e os 10 títulos mais recentes destacados...). Na biblioteca de tudo se sabe e a todos se atende, e a face digital veio para ficar.

Ver mais em: 

Texto retirado daqui http://doug-johnson.squarespace.com/blue-skunk-blog/2013/9/11/library-orientation-2013.html e da tradução da Maria José Vitorino.